FAMÍLIA LICASTRO

Se, por volta dos anos 20 a 50, se organizasse uma gincana e em uma das provas se solicitasse que fosse localizada uma casa onde o madeiramento não tivesse sido adquirido na Serraria Amélia, podemos afirmar que ninguém conseguiria completar essa prova.

Quem nos conta isso é Domingos Licastro, neto do Sr Giuseppe Licastro, fundador da referida Serraria. De nacionalidade italiana, nascido em Catanzaro, principal cidade da região da Calábria, Giuseppe emigrou para o Brasil por volta de 1895, morando inicialmente no centro da cidade de São Paulo e trabalhando na fábrica de caixões  funerários Rodovalho, situada na baixa Mooca / Braz.

Como era característico de grande parte dos imigrantes, Giuseppe fez o seu “pé de meia” e, no início do século XX, se aventurou pelos lados da Mooca, adquirindo, sob hipoteca,  um terreno que ia da rua da Mooca até a rua Javari ali instalando a Serraria Amélia (nome dado em homenagem a sua esposa a portuguesa Sra. Amélia de Jesus Teixeira), tendo como sócio o sr. Joaquim Marques Pereira, também de origem portuguesa.

O casal Giuseppe e Amélia teve 12 filhos. Os meninos, até antes dos 14 anos de idade, começavam a trabalhar na Serraria. Para abrigar essa imensa família, Giuseppe construiu sua residência no terreno da serraria, na parte que dava para a Rua da Mooca onde hoje leva o número 2485 (atualmente lá se encontra o banco Sudameris). No fundo da casa, havia uma escada que dava acesso a Serraria.

O nosso entrevistado lembra bem que o fogão da casa era a lenha e, assim sendo, naturalmente não faltava “combustível” para alimentá-lo. O único problema era ter que subir aquela escada carregando a lenha para o fogão.

Giuseppe e Amélia Licastro e filhos
Arquivo: Família Licastro
Família Licastro na Serraria Amélia
Arquivo: Família Licastro

Com o falecimento do velho Giuseppe, o sócio Sr. Joaquim Marques Pereira assumiu completamente a administração da Serraria, repassando semanalmente uma quantia para o sustento dos demais filhos de Giuseppe, que herdaram a metade da sociedade, mas que obedeciam cegamente às orientações do experiente Sr. Joaquim.

Os anos iam passando e a empresa crescendo. Mas o grande desenvolvimento ocorreu efetivamente após a primeira grande guerra mundial. Como dito no começo desta matéria, a Serraria Amélia foi distribuidora exclusiva de caibros, vigas, portas, janelas, etc para toda a região. Todos os nossos familiares trabalhavam muito – diz Domingos Licastro – mas todos nós, descendentes deles, sempre nos orgulhamos muito disso.

Italianos, portugueses, espanhóis, “ungareses” vinham fazer suas compras e as despesas anotadas na “caderneta” (para quem nunca ouviu falar da “caderneta” é o mesmo que venda a fiado). Mas, não era como hoje quando o calote é comum. No fim do mês todos infalivelmente honravam os seus compromissos.

Entretanto, o vínculo com os moradores não se restringia apenas a parte comercial. Por exemplo, quando faltava água no bairro (e isso era muito comum à época) centenas de pessoas da vizinhança vinham buscar água cedida (gratuitamente, é claro) pela Serraria, extraída de seus dois poços artesianos

Com o falecimento dos filhos do Sr. Giuseppe Licastro ao longo dos anos, os netos foram optando por outros ramos de atividade (Domingos o nosso entrevistado, por exemplo, foi trabalhar e depois ser proprietário da Ótica América) e, com isso a Serraria Amélia encerrou suas atividades.  No local onde a mesma se situava, ou seja na Rua Javari nº 502, a família resolveu construir um prédio com 52 apartamentos, o Edifício Licastro.

Família Licastro
Arquivo: Família Licastro
Festa de Fim de Ano na Serraria Amélia
Arquivo: Família Licastro

A ligação dos Licastro com a Mooca não se resume a Serraria. Como não poderia deixar de ser todos eles eram apaixonados e tinham estreitas ligações com o Juventus :  “meu pai, Paschoal – conta Domingos – sempre dizia : todos os pedidos de material feitos pelo Juventus têm que ter prioridade sobre os demais. E, além de fazer um preço especial, só paga quando puder”. Para quem se lembra, ao lado da atual arquibancada de concreto do estádio da Rua Javari havia uma arquibanca de madeira. Naturalmente de madeira da Serraria Amélia.

Domingos lembra também, com muita saudade, de um baile de carnaval no início dos anos 50, quando o salão de bailes do Clube era embaixo das arquibancadas do campo da Rua Javari (onde hoje estão os escritórios do estádio). Com o tempo, a população ia crescendo e o espaço já não suportava tantos foliões.

Foi quando resolveram transferir os bailes para uma quadra aberta de basquete situada ao lado desse antigo salão, ficando a cargo do Paschoal Licastro providenciar a cobertura com imensa lona, suportada por caibros de madeira. Mas, como é infalível nos dias de carnaval, choveu muito. Resultado : o Paschoal teve que ficar até as 4 horas da madrugada cutucando o toldo para tirar a água que ficava acumulada na cobertura.

Mas a relação dos Licastro com o Juventus não se resume só a isso : vários deles ocuparam e ocupam  cargos no Conselho Deliberativo e Diretoria do Juventus  (Domingos é, atualmente, Secretario Geral) e um dos filhos de Giuseppe, de nome Roberto mas mais conhecido por Nhô, jogou nas equipes amadoras. E quantas vezes os Licastro, assim como outros verdadeiros juventinos, contribuíram com uma lista passada pelo então presidente, Modesto Mastrorosa, visando pagar o “bicho” dos jogadores pelas vitórias.

Um outro fato sempre lembrado com emoção pelo nosso entrevistado foi quando a equipe do Juventus voltou invicta de uma excursão à Europa e a família Licastro foi recepcionar a delegação, levando muitas bandeiras e lotando dois caminhões.

Estas são apenas umas poucas e pitorescas histórias de alguns dos componentes dessa tradicional família. Se fossemos falar de todos e de tudo que fizeram e o que representaram na história da Mooca certamente escreveríamos um livro, o que não nos impede, todavia, de neste rápido resumo histórico deixar registrada a nossa  gratidão e homenagem a essa memorável família Licastro.

Equipe de Futebol da Serraria Amélia
Arquivo: Família Licastro
O entrevistado Domingos Licastro
Arquivo: Portal da Mooca
Veja abaixo mais fotos da Família Licastro