Família Stávale

Família Stávale2018-10-24T01:25:47+00:00

FAMÍLIA STAVALE

Conheça a história da família Stávale nas próprias palavras de Reinaldo Stavale :

“A origem do sobrenome Stávale vem do italiano “stà n’valle” que significa “estar no vale”. Somos oriundos da pequena cidade de Fuscaldo, localizada na Província de Cosenza – Calábria – Itália.

A imigração da família Stávale ocorreu no Brasil, na Argentina e nos Estados Unidos da América e em diferentes épocas. No caso de meus antepassados ocorreu em 1880, época em que a Itália, apesar de já estar unificada, ainda atravessava grave crise financeira, daí o grande êxodo.

Meu tataravô Pasquale Stávale com sua esposa Julia Ravagni, desembarcaram no Rio de Janeiro em 1880, mas logo mudaram para o bairro do Bixiga, em São Paulo, quando seus filhos ainda eram pequenos.

Pasquale era excelente alfaiate e chegou a ser um dos responsáveis pelo uniforme da Guarda Imperial. A família era muito unida e numerosa, tiveram 12 filhos, todos muito valorosos e de muita fibra, uns menos afortunados morrendo precocemente, outros destacando-se na sociedade da época

Brasão da família Stávale
Arquivo : Reinaldo Stávale
Pasquale Stávale e Júlia Ravagni
Arquivo : Reinaldo Stávale

Dois filhos de Pasquale e Julia foram homenageados pelo governo por suas contribuições à educação brasileira: A professora Rosa Stávale, homenageada pela Prefeitura de Atibaia atribuindo seu nome na Escola Municipal de Educação Infantil Professora Rosa Stávale. E o professor Jacomo Stávale, autor de vários livros de matemática tornando-se referência nacional do ensino da época, homenageado pelo Governador Jânio Quadros atribuindo seu nome na Escola Estadual Professor Jacomo Stávale, localizada no bairro da Freguesia do Ó e também a uma rua localizada na Vila Prudente, Rua Professor Jacomo. Todos os anos, na época do Natal, eu levo o Papai Noel para as crianças da Escola Rosa Stávale e para as crianças do entorno, zona rural de Atibaia.

Muitos descendentes de Pasquale e Julia tornaram-se ilustres médicos, professores, engenheiros etc… e todos os descendentes podem ser localizados em uma das árvores genealógicas do site www.stavale.com , assim como os ascendentes italianos até o ano de 1750, aproximadamente.

Um dos filho de Pasquale e Julia, meu bisavô José Stávale, casou com Amabile Martini Olivier e vieram morar na Mooca, na Rua Javari. Trabalhou muitos anos no Cotonifício Crespi e seus filhos também.

José Stávale Junior, meu avô, trabalhava no Crespi quando casou com minha avó Yolanda Squassonni e também foram morar na Rua Javari, onde hoje é o estacionamento da Pizzaria São Pedro. Na época não existia a pizzaria, existia uma espécie de mercearia na esquina da Javari com a Visconde de Laguna. Quando eu era bem pequeno um irmão de meu avô levava-me a essa mercearia e comprava balas e doces para mim.

Família Stavale
Arquivo : Reinaldo Stavale
Hélio e Lygia
Arquivo : Reinaldo Stávale

Helio Stávale, meu pai, era contador e trabalhou inclusive no Supermercado Franchini, na Rua Borges de Figueiredo e no Escritório Universo, na Visconde de Laguna. Casou com Lygia Cattozzo, que depois tornou-se Lygia Stávale, minha mãe e também foram morar na Javari, onde eu e meu irmão Mauricio passamos uma parte da infância.

Lygia morava com seus pais na Rua Itajaí, numa casa que depois tornou-se o grêmio da Ind. de Tapetes Bandeirante.Foi operária da Alpargatas, bibliotecária da Biblioteca da Mooca e Agente Vistora (Fiscal de Obras) da AR-MO, onde se aposentou. Depois mudamos para a Rua Itajaí 102, onde hoje é uma firma de metais, nossa casa era a maior e mais bonita da rua, lá nasceu o caçula Ricardo, quatorze anos mais novo que eu e lá passou sua infância.

Estudei nas escolas da Mooca e iniciei minha vida profissional também na Mooca. Meu primeiro emprego foi no antigo Foto Miura, na Rua Orville Derby ao lado da Padaria Estoril, como fotógrafo. Devo minha vida profissional à família Miura, imigrantes do Japão que se estabeleceram na Mooca e atualmente moram na Rua Jumana.

Eu casei com Eleide Desire Furlanetto, que depois tornou-se Eleide Desire Stávale, cuja família também morava na Mooca. Seu pai, Jair, era filho de italiano e sua mãe Lídia faz parte da colônia de lituanos. Eleide sempre foi uma linda mulher e quando mocinha fez propaganda do sabonete Gessy na TV trabalhando na Agência. Fomos morar na Rua Florianópolis 332 – Mooca e após alguns anos mudamos com nossos filhos Victor e Yuri para a Rua Ararigbóia – Mooca, onde moramos até hoje. A família Stávale tem um Acervo localizado nessa rua, em uma edificação exclusiva e a disposição das visitas de familiares, mas se alguém tiver interesse em mais detalhes da história dos Stávale pode pesquisar no site www.stavale.com).

Estamos na 5ª geração de nativos da Mooca, amamos o bairro, somos parte dele, parte de sua história e temos orgulho disso.”

José, Yara e Reinaldo na casa da Rua Javari
Arquivo : Reinaldo Stávale
Casamento de Reinaldo Stávale
Arquivo : reinaldo Stávale