Atecla Nunciata Lopes Alves - (São Paulo-SP) - 23/03/2006

É muito legal mesmo ver a história da Mooca contada por seu moradores. Este bairro tem uma magia especial: a simpatia das pessoas! Merece um Portal para que as pessoas possam localizar serviços. Foi assim que o conheci!


Luiz Antonio Bottecchia - (São Paulo) - 20/03/2006

Elisabete De Grossi Pereira ...vc estudou no Brasilux...eu tenho foto da classe onde está Elizabete...eu sou o Bottecchia...Luiz Antonio Bottecchia...vc lembra de mim, do Carlão, do Dias, do José Roberto Ferreira?...e vários outros ...me escreve...tenho fotos da época...bottecchia@soleis.zzn.com


Elisabete De Grossi Pereira  - (São Paulo) - 16/03/2006 

Já escrevi, mas achei pouco. Esse site me emocionou e falo dele a outras pessoas para que possam desfrutar dessa maravilha. Lembro do "Seu Antonio", do bonde que parava em frente a minha casa na Rua Javary, lembro do Juventus onde eu ia com meu pai e minha amiga todos os domingos pela manhã, lembro do Crespi com aquela multidão de trabalhadores entrando e saindo. Gostaria de um dia voltar.  Sou Moóca e não abro.


Gepp e Maia - (São Paulo - SP) - 13/03/2006

Caros amigos do Portal da Mooca,
Agradecemos a referência simpática que o portal fez ao nosso Mapa Ilustrado da Mooca.
Boa parte desta arte só foi possível graças as pequenas grandes histórias que descobrimos no Portal da Mooca.
Um trabalho refinado que preserva e agrega valores da nossa cultura para a o projeto do amanhã.
Foi para nós, uma honra, ter feito este trabalho.
Um abraço dos amigos
Gepp e Maia 


Sueli Aparecida Mossa - (São Caetano do Sul-SP) -  07/03/2006

Muito lindo esse site!
Lembro de de pai que nasceu ai na rua Oscar Orta Pietro Mossa, em 1933, filho de José Di Pietro Mossa e neto de Vicenzzo Mossa, vindo da Italia em 1894, onde meu pai conheceu minha mãe Lourdes Maria Rodrigues Mossa, filha de espanhol Juan Armijo Rodrigues. Moravam na rua Coronel Cintra, me lembro das estórias que meu pai contava, muito lindo mesmo vcs estão de parabéns!


Gladstone Anibaletto - (Esteio-Rio Grande do Sul) - 13/12/2005

Eu gostaria de receber informações das famílias Anibaletto(pai) Piovesa(mãe).Se puderes me ajudar eu agradeço só sei que meus avós vieram de Treviso.
Grato


Monica Carozzi Pilati - (Milano-Itália) -  12/12/2005

My husband's roots belong to Mooca. Still part of his family lives here. Agora nos moramos na Italia mais estamos muito felizes cada ves que nos voltamos para este lindo lugar.
Parabens pelo sito e desculpa meu portogues tao feio!
A presto Mooca, tra poco torneremo a trovarti!
 


Simone Crespi (São Paulo-SP) - 02/12/2005

Parabéns pelo conteúdo e qualidade do site de vcs.Consegui concretizar a pesquisa para um trabalho de escola de minha filha pesquisando no portal.Gostei muito do material sobre o cotonificio,só achei que deveriam colocar sobre como está hoje,depois de um investimento de 20 milhões de reais,mantendo a aparência considerada patrimonio da Mooca,por onde aconteceram inúmeras histórias que acrescenta muito na conteúdo do bairro,sendo responsável por muitos momentos históricos.Estou plenamente a disposição para coleta de dados sobre a família de que faço parte. Parabéns!


Soraya Bicudo Pimentel - (São Paulo-SP) -28/11/2005

Então, já conhecia o bairro, mas não do jeito que acabei conhecendo, devido pesquisa pra um trabalho de final de curso na faculdade
Queria agradecer a um novo amigo que reside no bairro e que me deu dicas fantásticas, me levou passear pelo bairro.
Tenho que registrar o meu muito obrigada Ademar Azevedo pelas informações e pelo carinho que acabei tendo por esse bairro.


Paulo Zupo Neto - (São Paulo-SP) - 28/11/2005

Nasci e me criei no Brás, meus nonnos e nonnas todos "oriundis", fui sócio do C.A. Juventus, estudei na São Judas, muitos amigos e passeios na querida Mooca. A propósito meu avô foi ponta direita do time do Cotonificio Crespi, que foi o time que deu origem ao nosso glorioso moleque travesso. Te amo Mooca, uma parte de minha vida está ai.


Adriano Carvalho (São Paulo-SP) 23/11/2005

À equipe do Portal,

Nossa empresa estará se mudando para a Mooca no primeiro trimestre do ano que vem. Como muitos funcionários, eu inclusive, vamos nos mudar para o bairro, estou buscando informações e encontrei o Portal. Me surpreendeu o cuidado, o respeito e a admiração pela história do bairro, um comportamento bastante raro no Brasil, onde a maioria sequer sabe cantar o próprio Hino.

Muitas informações, como endereços de imobiliárias, escolas e comércio em geral, encontrei no site, o que poupou tempo e dinheiro.

Espero que, assim que fizermos nossa mudança para a Visconde de Inhomerim, possamos contribuir para uma história tão rica e com o trabalho de vocês. Nossa empresa, Expansão Laboratório de Tecnologia Terapêutica, produz equipamentos para pessoas com deficiência que são utilizados no Brasil e em mais 16 países, um trabalho ímpar e com uma história também bastante bonita.

Mais uma vez parabéns a todos!


Paulo Cezar da Silva - (Minas Gerais) - 24/10/2005

Nossa ! maravilha! todos os fim de semana eu estou em São Paulo e através deste site não fiquei só, encontrei lugares legal e muita gente boa 
Parabéns


Nathalia Cristina - (São Paulo-SP) - 20/10/2005

Eu e meu grupo de amigos da Faculdade Hotec estivemos ai este ano para estar pesquisando e analisando a grande festa de San Gennaro, e realmente ficamos maravilhados com tamanha beleza e demonstração de atenção para conosco, pois mesmo com toda aquela correria e agitação todos nos deram todas as informações necessárias para nosso trabalho que por sinal está sendo concluído agora através deste maravilhoso Portal da Mooca, quero então deixar aqui o meu agradecimento por tudo e para todos, e ano vem pode ter certeza de que eu e todos que eu puder chamar estaremos lá.


Renata Lino - (São Paulo-SP) 28/09/2005

Que feliz idéia fazer um portal sobre este bairro tão querido e sem comparações com os outros bairros desta grande metrópole -aqui a maioria se conhece e avançamos no futuro porém nossos corações sempre se recordam do passado. Difícil, mas alegre em grandes grupos juvenis onde só o prazer de ficar algumas horas no portão nos deixava tão felizes sonhando com o futuro.Crescemos, conquistamos alguns dos nossos sonhos porém frequentemente nos pegamos recordando os amigos da infância e da adolescência
 


Ronaldo Piovezn - Florianópolis-SC) - 20/09/2005

Fico orgulhoso de ver concretizado este maravilhoso portal de meu bairro querido, onde morei praticamente desde a tenra idade (mais ou menos 5 anos) até me casar (aos 24 anos). Conforme depoimento de minha esposa, moramos em outros bairros de São Paulo, como o Jabaquara e o Centro, mas a Mooca é inigualável. Quando morava no Jabaquara, sentia muito frio e também a falta de "calor humano" que só a Mooca tem. Morei na Marquês de Valença, fiz o primário no Armando Araújo, a "admissão" no São Judas e o ginásio e científico no Firmino de Proença. A escola pública era maravilhosa! Formei-me jornalista na USP mas, aos 33 anos, transferi-me para Floripa, onde estou há 21 anos. Aqui, formei-me advogado, profissão que exerço até hoje. Sinto muita saudades do meu bairro querido (a melhor pizza do mundo) e dos amigos que lá deixei. A Mooca tem um cantinho reservado no meu coração. Uma vez, soube de um adesivo "(Sou da Mooca e zé fini...") e achei muito engraçado e criativo - uma resposta bem humorada, e agora vou ganhar uma camiseta de meu cunhado com esta frase.
Abraço a vocês e a todos do meu bairro querido.


Mirtes Valles Piovezan - (Florianópolis-SC) - 19/09/2005

Adorei, adorei!!!! sou saudosa demais pra deixar de conversar com vocês.
Nasci e cresci na Mooca. Aliás, nasci no dia do 4º centenário de São Paulo,às 12hs e meu maior orgulho, qdo menciono isso, é dizer, nasci na gema: na Mooca.
Me casei aos 20 anos, com o Ronaldo Piovezan, também da Mooca e tentamos, por uns tempos, morar em outro bairro, mas não conseguimos. Eram frios, eram distantes, eram, sempre, cheios de defeitos.
Aos 30 anos, depois do nascimento de nossos dois filhos Veridiana e Marcos, na Mooca, nos mudamos para Florianópólis/SC, buscando melhor "qualidade" de vida.
E, depois de alguns anos aqui, nos surpreendemos com nossa descoberta:
sentimos falta do pessoal da Mooca. Sentimos falta de carinho......
Estamos morando em Florianópolis, portanto, há 22 anos e embora considerando o pessoal daqui receptivo e cheio de vontade para com os de fora, falta  o afeto.
 Será que somos só bairristas???? Talvez, mas a nossa Mooca está sempre em nós: nossos hábitos,
jeito de falar, jeito de se posicionar, não mudaram nesses 20 e tantos anos.
Hoje, nossa filha se casou e mora em Milão.
Ela sempre diz que o pessoal de lá também não é afetuoso.
E, embora ela tenha morado poucos anos da sua infância na Mooca, as queixas são as mesmas.
O que será que essa Mooca tem a mais que os outros bairros, que nos deixa tão apaixonados?
Penso que esse tema merece um estudo sociológico  profundo..........
Um abraço, parabéns pelo Portal


Marilda Del Vecchio  - (São Paulo-SP) - 16/09/2005

Parabéns pelo site


Ana Mas Amhazi - (Orlando-Florida-Estados Unidos) - 12/09/2005

Meu nome e Ana Mas Amhazi, casada com Estevão Amhazi. Meus pais imigraram para São Paulo da Europa no ano 1928, eu tinha 2 anos. Moramos na Taquari de fronte o Hipódromo, depois fomos para Marques de Valencia e dai pra Rua Cuiabá. Meu pai conseguiu comprar uma casa na Visconde de Inhomerim no. 697, aonde eu cresci. Frequentei a escola Alto da Mooca, fiz a minha primeira comunhão, catecismo e casei, na igreja São Rafael. Meu marido e musico e tinha um conjunto húngaro e tocaram para muitas festas de casamento em São Paulo.
Viemos para os Estados Unidos em 1964 (Nova Iorque)com as nossas duas filhas Edna e Elaine. Hoje temos 6 netas e estamos morando em Orlando, Florida. Fico muito emocionada lendo todas essa historias. Traz tantas lembranças boas de quando eu era garota crescendo num bairro tão especial.  A Mooca estará sempre no meu coração.  Quero parabenizar os autores desse site.
 


Maria Cristina Zampini - (Teresópolis-RJ) - 11/09/2005

Amo a Mooca, toda vez que vou a São Paulo fico no bairro.Adoro o povo de São Paulo sempre muito receptivo,fico realmente emocionada com uma cidade tão grande e que consegue preservar a ternura e fraternidade nas pessoas.Fico somente triste ao caminhar no Parque na Mooca e ver tanto lixo, mendigos e sujeira onde funciona também uma sub-prefeitura.Beijos aos moradores.
 


Ronaldo Barone Galdi - (São Paulo-SP) - 10/09/2005

Parabéns este Portal esta cada dia melhor


Anterior

Página Inicial

Próxima